terça-feira, 19 de julho de 2016

Empreendedor: Descubra 5 dicas para investir em franquias.

O Empreendedorismo é uma das palavras do século, pois nunca falamos e pensamos tanto nesse propósito. Vivenciamos com uma geração que tudo nos estimula, desafia e nos impulsiona para sermos empreendedores. E nunca se refletiu tanto na importância de fugir da crise, correr riscos e, principalmente, atitude para empreender como nos dias de hoje, mesmo com um cenário cada vez mais complexo e em constantes mudanças e muitos desafios para superar.

A grande vantagem da franquia em relação a uma empresa aberta do zero é que já há uma base construída. O modelo de negócio, o público-alvo, o posicionamento da marca, quem são os fornecedores e prestadores de e serviços e até o nome da empresa já estão definidos. “Quando se opta pelo sistema de franquias, há uma uma equipe que irá acompanhar e ajudar os franqueados. O olhar compartilhado com a franqueadora ajudará o empresário a se manter atento”, afirma Claudio Tieghi, diretor de inteligência de mercado e sustentabilidade da ABF.



Confira cinco dicas para investir em franquias:

Dica 1: Para abrir uma franquia, é preciso apreciar o ramo de atuação do negócio, já que, mesmo com o respaldo de uma grande marca, a administração depende de seu dono, e não do franqueador. “A grande vantagem é que o empresário entra no mercado com uma marca consolidada, com credibilidade. Porém, a rotina é a mesma de quem abre uma empresa do zero. É preciso gerir pessoas, estoque, ponto de venda. E ainda ter que prestar contas para o dono da marca”, afirma Romulo Tevah, sócio-consultor da Bonsai Consultoria. 

Dica 2: “As franquias são um bom caminho para quem não tem muita experiência, mas o franqueado não pode acreditar que o negócio irá dar certo por si só, ou que o franqueador irá entregar tudo pronto”, salienta Tevah. Para quem não tem muito conhecimento, é preciso buscar informações sobre gestão. 



Dica 3: A responsabilidade jurídica é do franqueado, que irá abrir um Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) próprio e irá comprar a autorização para usar o nome da marca escolhida por um período de tempo em determinado lugar. Entender as regras para utilizar as marcas e os produtos da franqueadora é fundamental.

Dica 4: Fazer uma pesquisa com outros franqueados para entender como é a relação com o franqueador e pesquisar sobre a satisfação dos clientes são os primeiros passos. “O investidor precisa ter os pés no chão e ser técnico quanto aos números apresentados por quem quer vender uma franquia”, salienta Tevah.

Dica 5: “Mesmo seguindo as diretrizes, inovar é sempre possível”, afirma Tieghi. Trata-se de uma questão de atitude do franqueado, que mesmo reproduzindo o cotidiano da marca, tem um campo enorme para inovar em gestão de pessoas, estratégias comerciais, relacionamento com a comunidade, captação de novos públicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário